Friday, June 17, 2011


Tenho tantos pedacinhos minúsculos, que se espalham, que tantas vezes me tornam dispersa e instável... Mas também eles se reúnem, por momentos, quando descanso junto de ti. Suspendem, ao mesmo tempo que o meu espírito se acalma, e todos os meus medos, aquelas facas pequenas com as quais não me deixo de espetar, se esfumam. E aí trazes-me paz, mascarada de pensamentos intrusivos, de cores tempestuosas mas harmoniosas... Sempre aquela luz que se desfia pela janela, aquela tua quentura, a salvar-me do gelo da dúvida... Aproximo-me mais da tua pele morna, linda, beijo-a, sinto-me evaporar no teu abraço. De certa forma morro, de cada vez, a minha forma preferida de partir...perdida nos teus braços. E não há passado, nem presente, nem futuro, está tudo suspenso. Preservo este momento num retrato sépia mental. Daqueles bonitos...que se guardam em baús intrincados...feitos de cordas e tendões...no peito.

(a ouvir isto ao teu lado)

3 comments:

  1. Há estudos que não deviam ser feitos.xD

    ReplyDelete
  2. obrigada, também vou seguir. gostei muito *

    ReplyDelete