Thursday, December 8, 2011


Decidi que não vou falar. Por agora não. As palavras já me cansam. Apontar o dedo vezes sem conta às tuas falhas, só para as ver bater-me na cara de novo, já basta. Não quero mais. Vou só aninhar-me aqui e tentar pensar menos em ti. Precisar menos de ti. Porque afinal, não te tenho. Tenho sim algumas horas em que te roubo do mundo, mas ele descobre-te sempre... Ou então és tu que ficas irrequieto e queres voltar. De qualquer das formas, fico sozinha de novo. E não tem mal, sempre apreciei a solidão, somos velhas amigas. Mas não a quero nem um milésimo do quanto te quero a ti. Mas tu falhas, e deixas-me só com ela. Ela que é caprichosa, mesquinha, negativa. Enche-me os ouvidos de palavrões e diz que me perdi de mim. Que mais uma vez não sei amar-me sozinha.

7 comments:

  1. Isso aprende-se. E nada nem ninguém deve influenciar esse processo. Temos de saber estar sozinhas, para podermos estar bem com os outros.
    E se esse alguém te abandona é que não deve valer assim muito a pena.
    Força, tu consegues. :)

    ReplyDelete
  2. A foto está demais...
    E TU CONSEGUES TUDO...Nõ fiques triste...

    ReplyDelete
  3. Revi-me, em certo ponto, nestas tuas palavras. Também estou farta de apontar o dedo e saber que a pessoa nem tenta mudar.

    *

    ReplyDelete
  4. muito força!*
    o post está muito bom. :)

    ReplyDelete
  5. sim, e um bocadinho dificil :s
    obrigada, adoro o post :)

    ReplyDelete
  6. good and stylish ideas.

    http://paquetevistasbien.blogspot.com

    ReplyDelete