Saturday, January 16, 2016



Passear pelo sinuoso Père-Lachaise deu-me uma genuína sensação de acalmia.
Nunca temi cemitérios, nem em criança, pois sempre me assustaram mais os vivos, do que os mortos. Antes, estes locais onde repousam vidas ceifadas, 
trazem-me sempre reflexões suaves, apaziguadoras, e desvirtuam-me do egocentrismo...

Neste dia, que amanheceu solarengo, 
os raios de sol iam aquecendo de igual forma os túmulos abandonados e aqueles mais amados, 
e esta atmosfera diáfana aguçou o misticismo do local.
Poderia ter passado o resto do dia a explorar todas estas pedras do adeus,
bem como a conhecer algumas das subtilezas deste gigantesco cemitério onde, 
ao contrário do que possa parecer, os seres humanos, como em todos os locais deste género, 
vencem a batalha contra a morte, 
misturando-se no solo fértil e nascendo novamente nas múltiplas plantas que por lá crescem, rebentando novamente em cada nova folha, 
saboreando o sol, a chuva, o vento em cada nova flor que desabrocha... 
Imortais.

(Podem ver mais fotografias deste belo cemitério nesta publicação do My Fashion Insider).

5 comments:

  1. tenho assim um sitio por ca tambem.. entendo-te bem!

    ReplyDelete
  2. Tens razão no que dizes, assustam mais os vivos que os mortos.
    Escreve textos lindos :) Segui o teu blog, beijinhos :)
    http://universodamarta.blogspot.pt

    ReplyDelete
  3. Não é sitio que gostasse de passear...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ReplyDelete
  4. Gostava de te fazer um convite! :)

    http://quase-italiana.blogspot.pt/

    ReplyDelete